Lula reaparece em vídeo e sem querer estimula venda de armas no Brasil

O ex-presidente (graças a Deus) Lula reapareceu recentemente falando de um tema que não domina, mas que consegue enganar muita gente pela demagogia: armas de fogo.

Com o discurso de sempre, apelando para emoção e sem nenhum dado técnico, demonstra nitidamente que está desatualizado com o efeito prático do que houve no Brasil, o despertar armamentista que estava sendo calcificado pouco a pouco e teve uma simbologia catalizadora através do atual presidente, Bolsonaro.

Mas o que ele afirmou?

Que a nação brasileira será fortemente desarmada se ele e o PT retornarem ao poder, na forma das eleições presidenciais, uma vez que Lula ressalta (aqui Lula (facebook.com)) que não existe saída para o Brasil e para o mundo fora da política: “Fora da política, tem-se fascismo, nazismo, qualquer outra coisa, menos democracia”.

Confira o Vídeo

 

Como isso ajuda as vendas de armas no Brasil?

A população brasileira está se armando cada vez mais (Amém!) e falar em desarmamento já é facilmente corrigido ou repudiado, principalmente quando vem de um político. Citar o ato de tirar os meios de defesa do povo liga um alerta vermelho nos cidadãos que se esforçam em comprar urgentemente mais armas e mais munições. Quem estava em dúvida de qual modelo comprar ou quantas vezes parcelar, já recebe o incentivo de que é melhor comprar logo enquanto ainda dá, antes que não consiga mais.

Com o advento da simpatia com o comunismo que Lula possui, o sinal amarelo constante na cabeça dos já experiente no mundo do tiro muda para vermelho, e quem está de fora do nicho mas detém certa atenção muda de verde para amarelo. Essa sensação de que o perigo de ser proibido de vez, com mais força do que antes, de ter e portar armas, incentiva as pessoas a comprarem mais e as lojas a fazerem promoções.

Apelo a lojistas e clubes

Aproveitem o momento para ajudar a população brasileira. A burocracia e os altos preços são barreiras para impedir que Lula tenha facilidade de desarmar o povo, e essas duas características podem ser mitigadas, reduzidas, por proprietários de lojas de armas e clubes de tiro. Promovam eventos, apresentem o mundo para os marinheiros de primeira viagem, facilitem a compra no que cada um, a sua maneira, puder. Lancem promoções, aumentem a quantidade de parcelas na compra da primeira arma, dêem um desconto para grupos e famílias. Cada gestor e proprietário saberá o que é possível fazer para ajudar o povo brasileiro a estar armado e não ser escravizado.

Recorde de vendas nos EUA

Este fenômeno é facilmente e constantemente visto nos EUA, país referência história e ainda atual quando o assunto é armamento civil. Por pelo menos uma vez ao ano, um líder político fala em desarmar o povo e o resultado é sempre o aumento recorde nas vendas de armas ou qualquer acessório que está na boca do desarmamentista. Promoções surgem aos montes inclusive com piadas sobre o evento, mostrando o quão unido é o povo norte-americano. Lula acaba repetindo o mesmo erro, algo que devemos agradecer e aproveitar!

Comprem armas!

Esta mensagem sempre é repetida constantemente, inclusive hoje mesmo logo após o depoimento o ex-presidente, por um movimento armamentista brasileiro, o Rearme e nós, do Instituto DEFESA, reforçamos o alerta. Arme-se até os dentes, aproveite promoções de lojas, clubes, verifique armas usadas onde atletas do tiro estão repassando, junte dinheiro e se aperte, parcele, use FGTS, férias, não importa, comprem armas.

Como dizia Perigo, personagem do excelente seriado Todo mundo Odeia Chris:

“É difícil roubar uma loja de armas. Eles tem armas.”

Troque armas por povo e veja a mágica acontecer. :)

 

 

 

 

 

 

One Reply to “Lula reaparece em vídeo e sem querer estimula venda de armas no Brasil”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *