88 Replies to “Sorteio Coldre de Coxa Bélica Militar”

  1. Admiro o trabalho do instituto em defesa do cidadão de bem e que tem o direito de se proteger, uma fez que o estado não tem competência para nos proporcionar tal proteção.
    Quero o coldre.

  2. Quero ganhar pois sou fã de acessórios para armamento, luto pelo direito de acesso as armas para o cidadãos de bem, apesar da política brasileira dificultar o acesso aos mesmos! Obrigadoo!!!!

  3. já que eu tenho direito de defesa e vocês concordam que todo brasileiro também tem ,nada mais agradável do que ganhar esse coldre maravilhoso para poder portar minha arma nele.
    e eu escolhi viver.

  4. OLÁ GENTE
    TENHO ACOMPANHADO TODO RELEVANTE TRABALHO REALIZADO PELO INSTITUTO DE DEFESA.
    QUANTO AO COLDRE EU POSSO DIZER EM POUCAS PALAVRAS, QUE SERIA MUITO IMPORTANTE NO MEU TRABALHO, ME PROPORCIONANDO EFICIÊNCIA E SEGURANÇA.
    OBRIGADO

    SOU POLICIAL CIVIL

  5. As autoridades recomendam não reagir; contudo, se o indivíduo se acovarda também morre. Liberdade para porte de armas pelos cidadãos, se todos somos iguais…

  6. Pelos review que vi sobre esse coldre ela e adequada para minha area de trabalho pois ela e segura para o portador da arma pois evita q outros tentem tomar seu meio de defesa de você é gostaria muito em ganhar um equipamento de alta qualidade como esse obs:sou agente de escolta armada

  7. Desde pequeno, (sete, oito anos) a brincadeira dos meninos incluía a de “mocinho e bandido”! Minha irmã, não ficava fora ! Filmes e revistas de quadrinho, sobre “cow-boys” eram nossa inspiração. Todos com revólveres ou pistolas na mão, de espoleta ou réplicas, ou mesmo um pedaço de pau, à guisa de armamento.
    O tempo passou, e ninguém de nós virou bandido. Oportuna a citação do
    Pr Paulo, que lembrou ser esta brincadeira, um estímulo à luta contra o mal, e um incentivo à proteção dos familiares, contra possíveis agressores.
    Agora, “é feio”, brincar de defender-se. Ensina-se o “NÃO REAJA”, como forma de preservar o bandido de possível contusão ou ferimento. Ele é intocável !

    O COLDRE: Os “cow-boys” ensinavam também que, o coldre na cintura, dificultava e retardava o saque da arma; duas soluções eram propostas: A primeira era o saque cruzado, com a arma posicionada na cintura, porém do lado
    oposto ao da mão destra. Claro que com a coronha corretamente posicionada.
    A outra, era posicionar a arma mais em baixo, num COLDRE DE COXA, devidamente fixado à perna, para evitar embaraços no momento do”kwick-draw”

  8. Quero receber o coldre porque nossa hora esta chegando e vamos ter porte de arma mais cedo ou mais tarde, com isso posso colocar minha Isadora cromada dentro do Coldre quando esse momento especial chegar!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *